Conversando com o(a) Parceiro(a)

Contar que você tem uma DST às pessoas com quem você transa pode ser constrangedor, mas é importante para que elas iniciem o tratamento o mais rápido possível. Uma DST não tratada ou tratada errada, sem orientação médica, continua ativa e pode ser transmitida. 

Ao conversar com parceiros(as) sobre o seu diagnóstico você cuida da sua saúde e da deles também!

Essa conversa sobre DST requer alguns cuidados. Você está bem informado sobre sua doença? Tem dúvidas? Neste caso, ligue para o Disque DST/AIDS 0800 16 25 50. Neste telefone, profissionais estarão à disposição de segunda à sexta-feira, das 08 às 18h, para esclarecer suas dúvidas. 

Você também pode conversar pessoalmente com um profissional e solicitar ajuda para falar sobre isso com as pessoas com quem você transou recentemente. Existem serviços como CTA (Centros de Testagem e Aconselhamento) ou SAE (Serviço Ambulatorial Especializado) que tem profissionais experientes em DST que podem facilitar o diálogo e ajudar a resolver o problema. 

Se mesmo assim você continua apreensivo, seguem algumas dicas que ajudarão a ficar mais confiante:

• Antes de procurar o(a) parceiro(a), procure conversar com um amigo, alguém de confiança com quem você possa dividir a sua angústia. Ao contar para o outro, temos a oportunidade de nos escutar e começar nos sentir mais seguros.

• Escolha um ambiente calmo onde vocês não serão interrompidos. Privacidade é importante. Explique a doença do jeito mais claro e objetivo que puder.

A forma como você vai falar é particular, cada um tem seu jeito, o importante é que no fim da conversa ele ou ela compreenda que deve procurar um médico para se tratar também.