Gráfico de Riscos

O que você pode pegar se o seu parceiro estiver infectado

RISCOS CONHECIDOS

RISCOS POSSÍVEIS

DESCONHECIDO

Fazendo sexo oral em um homem

·        Clamídia

·        Gonorreia

·        Herpes (raro)

·        Sífilis

·        Hepatite B

·        HIV*

·        HPV (verrugas)

Fazendo sexo oral em uma mulher

·        Clamídia

·        Gonorreia

·        Herpes (raro)

·        Sífilis

·        Hepatite B

·        HIV*

·        HPV (verrugas)

Recebendo sexo oral – homem

·        Clamídia

·        Gonorreia

·        Sífilis

Nenhum

·        HPV (verrugas)

Recebendo sexo oral - mulher

·        Clamídia

·        Gonorreia

·        Sífilis

Nenhum

·        HPV (verrugas)

Sexo anal - ativo

·        Clamídia

·        Chato/Escabiose (sarna)

·        Gonorreia

·        Hepatite B

·        Herpes

·        HIV

·        HPV (verrugas)

·        Uretrite não gonocócica

·        Sífilis

Nenhum

·        Hepatite C

Sexo anal – passivo

·        Clamídia

·        Chato/Escabiose (sarna)

·        Gonorreia

·        Hepatite B

·        Herpes

·        HIV ***

·        HPV (verrugas)

·        Sífilis

nenhum

·        Hepatite C

Sexo vaginal - homem

·        Clamídia

·        Chato/Escabiose (sarna)

·        Gonorreia

·        Hepatite B

·        Herpes

·        HIV

·        HPV (verrugas)

·        Uretrite não gonocócica

·        Sífilis

 

Nenhum

·        Hepatite C

Sexo vaginal – mulher

·        Clamídia

·        Chato/Escabiose (sarna)

·        Gonorreia

·        Hepatite B

·        Herpes

·        HIV

·        HPV (verrugas)

·        Sífilis

·        Tricomoníase

nenhum

·        Hepatite C

Sexo oral-anal (cunete)

·        Amebíase

·        Cryptosporidium

·        Giárdia

·        Hepatite A

·        Shigella

nenhum

·        HPV (verrugas)

* Risco muito baixo.

** Risco existe apenas se a pessoa tiver lesão gonocócica ou por sífilis na boca ou garganta.

*** O sexo anal desprotegido oferece um alto risco para quem é passivo, muito mais do que para quem é ativo. 

Beijos, masturbação mútua, sarro ou sexo sem penetração e amassos são considerados práticas sexuais mais seguras, com pouco ou nenhum risco de transmissão para as DST.

Usar preservativos, masculinos ou femininos, reduz significativamente o risco de contrair doenças sexualmente transmissíveis durante o sexo anal, vaginal e oral.

Lavar bem as mãos e a área genital antes e depois do sexo oral-anal (cunete) reduz o risco de transmissão da maioria das doenças sexualmente transmissíveis e condições listadas. O uso de preservativos e barreiras reduz ainda mais o risco de transmissão.