Preservativos e Lubrificante

O uso da camisinha masculina ou da feminina e do gel lubrificante, continua sendo uma importante estratégia para diminuição da infecção pelo HIV e outras DST. 

Procure saber em seu município onde acessar na rede pública de serviços da saúde os insumos de prevenção às DST/aids e à gravidez não planejada. É um direito seu.

Preservativo masculino

O preservativo masculino, se utilizado corretamente em todas as relações sexuais, protege contra o HIV, contra a maioria das DST e protege também da gravidez não planejada. Coloque você mesmo a camisinha no seu parceiro ou parceira, use seus dedos para ter prazer nesse momento, ou coloque a camisinha com a boca, faça brincadeiras eróticas para e torne a camisinha parte da relação de uma forma prazerosa. Usar a camisinha junto com o gel lubrificante deixa o sexo mais seguro e mais gostoso.

Sempre verifique a data de validade e não deixe no bolso, porta luvas do carro ou amassado em mochilas.

O jeito correto de usar a camisinha evitando o seu rompimento é:

- Tirar o ar da sua ponta (apertando a pontinha do preservativo) deixando espaço para entrar o esperma, que é o liquido do gozo; 

- Ainda apertando a pontinha da camisinha (e sem puxar), colocá-la no pênis ereto antes da penetração;

- Após gozar, tirar o preservativo antes de o pênis amolecer por completo para evitar que o esperma vaze;

- Quando trocar de parceiro(a), troque a camisinha.

A prática sexual que oferece maior risco para a infecção pelo HIV é a relação anal. Na relação vaginal também há risco, principalmente na presença de outras DST. Já no sexo oral, o risco é muito pequeno, mas existe.

A camisinha também deve ser usada em vibradores e brinquedos sexuais. 

Priorize o uso do preservativo nas transas com parceiros(as) casuais. Nas relações estáveis, antes de deixar de usar o preservativo, o ideal é que ambos façam o teste do HIV.

Se você ou seu(sua) parceiro(a) forem HIV positivo, o ideal é usar a camisinha em todas as relações sexuais. Caso vocês não consigam, converse com um profissional de saúde para se informar sobre outras formas de prevenção. 

Na hora de escolher um método para evitar a gravidez valorize o preservativo, pois ele oferece dupla proteção, ou seja, protege da gravidez e evita as DST e a AIDS.

O preservativo masculino está disponível gratuitamente nas Unidades Básicas de Saúde, nos Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA) e outros serviços. .

  

Preservativo feminino

O preservativo feminino, assim como o masculino, pode ser utilizado como dupla proteção quando o assunto é gravidez não planejada e prevenção contra DST.

Uma vantagem é que a camisinha feminina pode ser usada por quem é alérgico ao látex. 

Outra vantagem é que não há necessidade de colocar a camisinha somente na hora do sexo. Ela pode ser colocada até oito horas antes e não precisa ser retirada logo após a ejaculação, pois não depende da ereção do pênis para manter-se no lugar e evitar o vazamento do esperma. 

Quando a camisinha feminina é usada corretamente, a chance de falha é muito pequena. Sempre verifique a data de validade e não deixe no bolso, porta luvas do carro ou amassada na bolsa.

Para colocar: 

- Aperte o anel interno e o introduza na vagina.

- Com o dedo por dentro da camisinha, empurre o anel o mais para dentro possível.

- O anel externo ficará para fora e você deve guiar o pênis para dentro da camisinha na hora da penetração. 

A camisinha feminina pode ser utilizada em mais de uma relação sexual, se for uma em seguida da outra e com o mesmo parceiro. Ela não pode ser reutilizada em outro momento e com outro parceiro. 

É mais eficiente para prevenir herpes, sífilis e verrugas como o HPV, que são transmitidas pelo contato de pele com pele, pois cobre a vagina.

Priorize o uso do preservativo nas transas com parceiros casuais. Nas relações estáveis, antes de deixar de usar o preservativo, o ideal é que ambos façam o teste do HIV.

Se você ou seu parceiro forem HIV positivo, o ideal é usar a camisinha em todas as relações sexuais. Caso vocês não consigam, converse com um profissional de saúde para se informar sobre outras formas de prevenção. 

A camisinha feminina está disponível nos Serviços de Assistência Especializada às DST/AIDS e em algumas Unidades Básicas.

 

Gel lubrificante íntimo

O gel lubrificante, a base de água, pode ser usado com ou sem preservativo. Mesmo quando usado sem a camisinha, o gel diminui a chance de pequenos ferimentos no ânus e na vagina, dando alguma proteção.  

Nunca use vaselina, hidratantes, óleos e margarina, pois podem danificar o preservativo ou mesmo causar alergias e irritações na pele.

Sempre verifique a data de validade do produto. 

O gel está disponível nos Serviços de Assistência Especializada às DST/AIDS. É distribuído especialmente para travestis, gays, homens que fazem sexo com homens, pessoas que exercem a prostituição, idosos e pessoas que vivem com HIV.